Palestina de Goiás surgiu por volta de 1954, graças aos esforços de alguns moradores da região, como Reziel Neves de Almeida, Mamédio Joaquim Costa, Raul Moreira da Silva e João Moreira de Barros, entre outros. 
Devido à falta de escolas para as crianças da região, algumas famílias que faziam parte da congregação presbiteriana resolveram criar uma escola no terreno da igreja. Como foi proibida a construção da escola no referido terreno, João Carlos de Bastos resolveu lotear parte de suas terras a construção da escola e, ao mesmo tempo, para a formação do núcleo populacional. 
Assim nasceu Palestina de Goiás, nome escolhido em concurso. A Escola Abia (que passou a chamar-se Escola Raimundo Pittman), dirigida por Mamédio Joaquim Costa, foi fundamental para o desenvolvimento da cidade, em 1961. 
Palestina de Goiás passou a distrito de Caiapônia em 19 de outubro de 1969 sendo sua emancipação em 30 de dezembro de 1987, pela Lei Estadual nº 10.404. 

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Palestina, pela lei estadual nº 7188, de 12-11-1968, subordinado ao município de Caiapônia ex-Rio Bonito. 
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o distrito de Palestina figura no município de Caiapônia. 
Elevado à categoria de município com a denominação de Palestina de Goiás, pela lei estadual nº 10404, de 30-12-1987, desmembrado de Caiapônia. Sede no antigo distrito de Palestina de Goiás. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1989. 
Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alteração toponímica distrital 
Palestina para Palestina de Goiás alterado, pela lei estadual nº 10404, de 30-12-1987.

Fonte

https://cidades.ibge.gov.br/brasil/go/palestina-de-goias/historico